Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O melhor do Mundo

18
Mai17

Debaixo da terra, por bons motivos

Em abril visitamos um local de que já falávamos há algum tempo: as grutas de Mira D'Aire. 

Estas grutas localizam-se na região centro de Portugal, entre as localidades de Rio Maior, Alcobaça, Porto de Mós, Batalha, Leiria, Ourém, Torres Novas e Alcanena, numa área ocupada por serras calcárias e na qual não existe nenhum rio, uma vez que as águas se infiltram nas fendas das rochas. Portanto, existem cursos de água, mas debaixo de terra.

Devo confessar que ia um pouco assustada. Apesar de já ter visitado grutas, quando era criança, ao longo da vida fui desenvolvendo todo um síndrome claustrofóbico que me deixava ansiosa por me imaginar dentro de uma gruta. O espaço é arejado, sim senhor, espaçoso e tudo mais, mas a pessoa imagina sempre que uma desgraça possa acontecer e ficar fechada dentro de uma gruta, uns tantos metros abaixo do chão sem previsão de saída, tornava a coisa um pouco assustadora.

Mas como não sou pessoa de me deixar vencer pelos medos (e são muitos), lá fui e foi muito bom. A chuva da semana passada encheu os cursos de água, o que tornou a gruta mais bonita e permitiu ver, de forma mais clara, o que nos era explicado pela guia.

A existência de alguns bonecos a exemplificar o percurso feito pelos primeiros homens a entrar na gruta (gandas malucos) e posteriormente pelos investigadores demonstra a coragem que tiveram para mergulhar no desconhecido.

A gruta tem uma extensão de 11 km, dos quais vimos apenas uma pequena parte, mas não deixa de valer a pena.

Depois de termos estado no Gerês no verão passado e no Portinho da Arrábida em 2015, fizémos Check em mais uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal! 

Ainda há muito por descobrir, e não são apenas 7, porque o que não falta em Portugal são maravilhas.

Estamos na estrada e vamos conhecendo o nosso país!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub