Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O melhor do Mundo

17
Mai19

As furnas

Os Açores cheiram a puns. Estou a brincar, o cheiro nos Açores é puro, o que realça ainda mais o cheiro das furnas. Acreditem em mim, não é agradável. 

Este era o dia para comer o cozido das Furnas. Tinhamos planeado ir bem cedo para ver a colocação das panelas debaixo do solo, mas infelizmente não chegámos a tempo. Quando chegámos junto da Lagoa das Furnas imperava o silêncio e não se via ninguém.

Ainda era bastante cedo e estava frio, apesar de nesta zona o chão ser quente, pelo que decidimos dar uma volta a pé junto à lagoa. Há imensas fumarolas e por vezes a brisa lá trazia o cheiro característico da zona.

Fizemos a reserva no restaurante e à hora marcada lá estavamos. Cozido à portuguesa é um dos meus pratos preferidos, mas não fiquei fã do cozido das Furnas. Em determinados alimentos, o sabor é muito intenso, o que não quer dizer que seja mau, e considero o cozido que costumo comer mais rico e variado. Apesar disso, não é um prato péssimo e sem dúvida que todos os que visitam São Miguel devem experimentar.

6.jpg

Nas zonas mais próximas das fumarolas, tanto perto da Lagoa como em Furnas, o cheiro era bastante intenso ao ponto de a M. andar nauseada e só pedir para ir embora. Apesar de achar interessante a água borbulhante a sair do solo, e a paisagem que também aqui é linda, o cheiro estava mesmo a incomodá-la.

Compensámos com uma tarde no Parque Terra Nostra e lá lhe passou o enjoo, que ela só queria era banhos quentes.

Começámos pela famosa piscina de água amarela e, naturalmente, quentíssima. Tão quente que por vezes tinha que me apoiar nos muros para ter parte do corpo fora de água para arrefecer, que já me sentia a cozer por dentro. Mas sair de água? Nem pensar, estava mesmo a adorar aqueles banhos. 

Entretanto fui abandonada pelo L. e pela M., que apareceram pouco depois a chamar-me para ir para outras piscinas que tinham encontrado. Estas já não eram amarelas, eram mais semelhantes à Poça da Dona Beija (falei aqui), mas igualmente quentes. O cenário em torno destas piscinas era paradisíaco.

Mas o Parque Terra Nostra não é só banhos, dá para passear pelo enorme jardim, de natureza exuberante.

Terminámos o dia com a visita à Lagoa do Fogo. O tempo estava a ficar mais farrusco, mas ainda assim tivemos sorte e conseguimos ver a lagoa, que mesmo com o céu escuro e carregado, tinha apresentava um azul incrível, pouco visível nestas fotos.

O tempo nos Açores é muito instável e podem apanhar chuva torrencial seguida de abertas que permitem ver as belíssimas paisagens de São Miguel.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D