Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O melhor do Mundo

13
Mai19

Finalmente as férias de verão de 2018

O ano passado disse-vos aqui que tinha descoberto o paraíso na Terra. Feliz ou infelizmente, ainda tenho muito mundo para conhecer, mas os Açores são bem capazes de ficar bem grudadinhos no topo das preferências. 

Fomos os três em julho, a São Miguel, e a beleza e paz da ilha deixaram saudade ainda o avião de regresso não tinha descolado.

Na altura aproveitámos uma promoção, que seria apenas para três dias, mas enquanto planeávamos a viagem, rápidamente percebemos que não seria suficiente, ou que iria saber a pouco. Por esse motivo, prolongámos logo a estadia e ficamos por 5 dias.

Não íamos com um itenerário fixo, nem costumamos viajar com check-list, apesar de fazermos sempre algum planeamento. Claro que queríamos ver todos os "postais" de São Miguel, mas também nos queríamos perder pela ilha. De tudo o que tínhamos visto, de todas as fotos que nos saltavam aos olhos nas redes sociais e blogs de viagens, nem um único lugar ficou aquem das espectativas. Das paisagens que se desvendavam perante os nossos olhos a cada curva, nada nos desiludiu. De tudo o que fizemos na ilha, só uma coisa nos deixou um bocadinho tristes. Não podemos dizer desiludidos porque na verdade a atividade foi bastante interessante, e deu frutos, mas não o mais esperado. Falaremos disso mais à frente. 

Nos próximos dias vou partilhar um resumo da nossa viagem aos Açores. Se estiverem a pensar visitar nos próximos tempos este lugar mágico, não percam.

09
Out18

Férias de verão 2018

Descobri o paraíso, e afinal até fica aqui bem perto. 

Era uma viagem que tinha em mente há algum tempo e este foi o ano em que aconteceu. O número de pessoas a visitar este paraíso tem aumentado bastante, nota-se nas redes sociais e os moradores também já notam bastante. Daí termos decidido ir este ano, para evitar chegar a um local a abarrotar de turistas. 

Não sou fã de praia, normalmente no verão vou dois ou três dias à praia e chega perfeitamente (a cor da minha pele atesta isso mesmo).  

Portanto, não esperem posts sobre praias paradisíacas, de areias brancas e mar turquesa. Esperem, isso sim, posts sobre um local verdadeiramente bonito, ótimo para descansar, de onde se regressa contrariado mas com o espírito bem mais leve. 

29
Out17

Feeeeerias 3ª volta! #5

O último dia de férias foi o dia do souvenir. Tínhamos voo apenas ao fim da tarde por isso estávamos à vontade. Ao longo dos dias tinhamos deitado o olho a algumas lojas que foram aparecendo e os preços eram sempre parecidos, bem como a oferta. A minha irmã recomendou-nos ir ao Camden Market onde há coisas baratas. Seguimos o conselho, e bem. Realmente é tudo baratíssimo, não só os souvenirs mas mesmo tudo o que há lá. Melhor, quase tudo, mas o que fugia aos preços de "feira" eram coisas de marca, nomeadamente sapatos. 

Além dos tradicionais imans, queria muito comprar um autocarro para por na sala. Calma, não era UM autocarro, era uma reprodução para a minha decoração inspirada em viagens. Logo numa das primeiras bancas de souvenirs encontrei o que queria, o mais pequeno custava 17£ mas tinha uma etiqueta de promoção, que dizia que este era o preço inicial. Dirigi-me à responsável e perguntei o preço atual. Olhou-me como se eu só tivesse um olho e largasse baba verde dos cantos da boca e disse "17£". Tentei explicar que não era o que a etiqueta dizia mas ela era tão simpática que virei costas e saí. Entrei na banca seguinte e foi como do dia para a noite. Um senhor simpático que fez um desconto por sermos os primeiros clientes do dia. Depois fez outro desconto por já termos comprado várias coisas. E pronto, larguei lá uma nota preta mas vinha feliz porque tinha tudo o que queria. Imans cá para casa, iman para a minha mãe, para a mãe do L., para a mãe da M., para a avó da M. Senti-me uma Oprah Winfrey: "You get a magnet, you get a magnet, everyone gets a magnet! Yeiiiii". Para a minha irmã (não a que está em Londres) trouxe um mini amarelo. Infelizmente uns dias antes da minha viagem teve um acidente de viação e ficou sem carro. Felizmente foi mesmo a única coisa que perdeu. Como não tenho dinheiro para lhe comprar um carro trouxe uma miniatura. O que conta é a intenção. 

Para mim (nós), o autocarro que já está a embelezar a nossa sala. É lindo, não é?

22851283_1030641573745061_1994534043_o.jpg

 Foi uma viagem feliz e não me arrependi da escolha do destino. Voltava já amanhã.

26
Out17

Feeeeerias 3ª volta! #4

O quarto dia foi o meu dia. Fui planeando as férias a pensar nos gostos do L. e da M., para fazer coisas em que tivessem interesse, mas este dia foi meu. Visitámos uma espécie de Disneyland, mas já lá vamos.

De manhã saímos em direção à Tower Bridge e depois seguimos o rio para ver mais algumas das muitas pontes sobre o rio Tamisa: London Bridge e Millennium Bridge. Todo o percurso foi feito com o vagar de quem está de férias, em passo lento, quase domingueiro. É tão bom andar sem pressa, sem horários, o sorriso torna-se fácil, os olhares mais cumplices. Dá para ficar de férias para sempre, sem ficar falida?

Depois da Millennium Bridge e de um almoço rápido, apanhámos o metro, depois o comboio e depois o autocarro. Para onde fomos? 

WARNER BROS STUDIOS TOUR - THE MAKING OF HARRY POTTER. (Desculpem o entusiasmo, mas estava mesmo muito ansiosa por isto. Há muito tempo. Cresci com o Harry Potter, foram os primeiros livros "a sério" que li, vi todos os filmes mais do que uma vez, tenho uma prateleira na estante dedicada à saga. 

Foi assim espetacular. Aquele início de Tour é qualquer coisa. Não vou contar para não estragar, mas para os fãs de Harry Potter, é coisa para fazer sentir borboletas no estômago. E o final também.

Tudo o que vemos são objetos reais do filme, que foram utilizados para fazer a magia acontecer. Roupas, perucas, decoração, cenários, tudo, tudo, tudo. Descobrimos alguns truques de toda aquela magia e mesmo assim depois voltamos a ver os filmes e continua a parecer tudo magia, verdadeira magia. Sim, depois de regressarmos a M. tem feito questão de ver todos os filmes. #proud

 

25
Out17

Feeeeerias 3ª volta! #3

Na segunda-feira tinhamos planeado acordar cedo e visitar dois museus. Planear, planeámos, mas o cansaço acumulado por termos acordado de madrugada no dia da partida para Londres e os quilometros que andámos no fim-de-semana ditaram que ficássemos a descansar até mais tarde.

Depois fomos ao Museu de História Natural. Devíamos passar lá a manhã e depois seguir para o Museu da Ciência, mas a verdade é que o Museu de História Natural é tão grande e tem taaaaaanta coisa para ver que acabámos por passar por lá todo o dia. Como já tinha visitado o museu, para mim a certo ponto começou a tornar-se cansativo, mas o L. estava a adorar e não consegui ser desmancha prazeres e pedir para virmos embora. Surpreendentemente a M. também passou todo o dia interessada nas exposições e nunca reclamou. 

O resto do dia foi novamente aproveitado a passear pela cidade. Na minha visão do que é viajar isto é muito importante. Mais do que colecionar pontos turisticos, passear pela cidade sem destino, descobrir ruas com características únicas mas que estão fora dos roteiros, seguir na corrente de quem vive a cidade.

Combinámos encontrar-nos com a minha irmã em Piccadilly e, até ela chegar demos uma volta pelas ruas próximas. 

Depois, perdemo-nos nas lojas-atração: M&M's World e Lego Store. Da M&M's World nem vale a pena falar muito: uma loja que cheira a chocolate é sempre uma boa ideia e aquela parede com todo um pantone de M&M's... Se pudesse, tinha-a em casa.

A Lego Store, exatamente em frente, é o paraíso do L., com legos a preços bem mais acessíveis do que em Portugal, com diferenças a chegar aos 30€. Se vivessemos em Londres, ia à falência em legos. A verdade é que todos nos divertimos na loja pois há todo um armazém de peças ao dispor dos visitantes. 

Ficamos a saber um pouco melhor como é emigrar para Inglaterra, e para Londres em particular pois o L. esteve algum tempo a conversar com o segurança da loja, que é português.

Entre 2014 e 2015 estive desempregada e pensei seriamente em emigrar, Londres era a minha primeira opção. Quando a ideia começou a ganhar forma acabei por arranjar trabalho cá mas a ideia nunca morreu. Infelizmente há muitos portugueses que emigram por necessidade, e que vão chateados com a vida e a contar os dias para regressar. Para mim seria uma aventura, é algo que gostava muito de fazer. Quem sabe um dia.

E assim foi o nosso terceiro dia em terras de sua majestade. Um dia mais calmo mas igualmente interresante.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub